quinta-feira, 16 de junho de 2011

Indo além de nossos limites (1a Parte)

Atos 4:31
E, tendo eles orado, tremeu o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com intrepidez a palavra de Deus.

Introdução

O que é um limite? É uma linha de demarcação entre terrenos ou territórios; termo; confim; raia; fronteira; meta; extremo e baliza.

Estabelecemos nossos limites os quais afetam nossa vida e a dos que nos rodeiam e Deus respeita a linha de demarcação que estabelecemos em qualquer aspecto da vida.

Há pelo menos três limites que temos que ir além deles (cruzando as fronteiras) que se encontram em Atos 4:31

I) RELAÇÃO COM DEUS

"E, tendo eles orado, tremeu o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo,..." (At 4:31).

I-A) O limite

Jerusalém estabeleceu limites na sua relação com Jesus (Mt 23:37) e por isso o Senhor não podia ir além daquele limite estabelecido.

Ele bateu na porta, porém Jerusalém não abriu (Ap 3:20). Portanto Jesus chorou sobre a cidade e estas lágrimas não eram lágrimas pelos perdidos e sim pelo Seu povo (Lc 19:41-42).



I-B) O motivo do limite

A cidade estava presa ao legalismo. Legalismo é substituir com palavras e regras ou ritos externos, as atitudes internas requeridas por Deus. Devemos ter muito cuidado (Mc 7:6).
O legalismo leva a crentes honrarem a Deus somente com os lábios. Devemos jogar no lixo toda a aparência externa de "santos religiosos" e viver o Reino de Deus em sua essência.



I-C) O que podemos fazer para remover este limite

Apresento algumas recomendações:

a. Arrependimento (2 Cr 7:14).

b. Deixar tudo e seguir a Jesus (Lc 5:11; He 12:1-2; 1 Pe2:1).

c. Buscar o que é prioridade para Deus (Mt 6:33; Mc 12:30).



I-D) Vivendo uma vida sem limitação com Deus

Alguém disse certa vez: "Tenho uma paixão, é Ele!".

Recebi uma vez um conselho de uma missionária sobre minha vida e missões; ela disse: "O mais importante não é o quanto você se prepara para fazer a obra de Deus (ainda que é muito importante), mas o quanto você é "apaixonado" por Jesus.

Com Deus sempre há mais para experimentar, conhecer, viver. Oro para que o fogo do Seu amor envolva seu coração e tenha uma vida sem limitação com Deus. Madrugue, busque, anele e peça mais para Deus. Como?

a. Madrugando, desejando a Deus (Is 26:9).

b. Buscando ao Amado sem limitação até encontrá-Lo (Ct 3:1-4).

c. Anelando uma emocionante vida com Deus (Sl 42:1-2; Sl 84:2).

d. Pedindo o melhor ao Senhor (Sl 27:4).



I-E) Exemplo de Paulo (suas mudanças)

a. Recebeu o Senhor e reputou tudo considerou "esterco" para ganhar a Cristo (Fl 3:7-8).

b. Deixou a justiça da lei e começou a viver a justiça da fé em Jesus (Fl 3:9).

Que tipo de justiça temos hoje na nossa vida prática em nosso dia-a-dia? Leia o que Jesus disse em Mt 5:20. A justiça deles era exclusivamente exterior. Observavam regras, oravam, cantavam, jejuavam, liam as Escrituras e freqüentavam os cultos nas sinagogas. Substituíam as atitudes interiores corretas pelas aparências externas.

A justiça que Deus requer do crente vai além disso. O coração, alma e espírito, e não somente atos externos, devem conformar-se com a vontade de Deus. Paulo viveu e ensinou sobre a justiça (Ro 5:1; 8:1-2).



c. Conheceu a Cristo e Seu caráter e participou dos Seus sofrimentos (Fl 3:10).

d. Estabeleceu metas em sua vida de progresso; não parou no tempo (Fl 3:12-14).

Você tem metas, é organizado, esta crescendo, ou leva tua vida de qualquer maneira?



e. Chegou a ter uma íntima relação com Deus, vivendo uma vida ilimitada de comunhão entre céu e terra e difundindo o bom cheiro de Cristo (2 Co 2:14-15) 



Há limites em sua relação com Deus? Leia novamente essa mensagem e ore a respeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nova Turma - Curso Prumo Divino