terça-feira, 26 de julho de 2011

Gênesis 32


1 Jacó também seguiu o seu caminho; e encontraram-no os anjos de Deus.

2 Quando Jacó os viu, disse: Este é o exército de Deus. E chamou àquele lugar Maanaim.

Maanaim מחנימּ Machanayim = "dois acampamentos"

Um lugar ao leste do Jordão, nomeado a partir do encontro de Jacó com os anjos.

RECONCILIAÇÃO ENTRE JACÓ E ESAÚ


PRIMEIRO PEDIDO DE PERDÃO: COMUNICAÇÃO


3 Então enviou Jacó mensageiros diante de si a Esaú, seu irmão, à terra de Seir, o território de Edom,


"mensageiros" מלאךְ mal'ak = despachar como um representante.


Estava retornando à casa e a 20 anos atrás ele tinha deixado um sério problema sem resolver com seu irmão. Era muito difícil que fosse diretamente e pessoalmente ao encontro do irmão e por isso envia representantes.


4 tendo-lhes ordenado: Deste modo falareis a meu senhor Esaú: Assim diz Jacó, teu servo: Como peregrino morei com Labão, e com ele fiquei até agora;

5 e tenho bois e jumentos, rebanhos, servos e servas; e mando comunicar isso a meu senhor, para achar graça aos teus olhos.

"graça" חנּ chen = favor, graça, charme, elegância, aceitação.


Realmente Jacó precisava achar graça aos olhos de Esaú, pois a promessa de seu irmão era de morte.


6 Depois os mensageiros voltaram a Jacó, dizendo: Fomos ter com teu irmão Esaú; e, em verdade, vem ele para encontrar-te, e quatrocentos homens com ele.


Com qual propósito que Esaú vinha ao encontro de Jacó?

Esaú tinha aceito a comunicação de Jacó como um pedido de perdão de algo acontecido a 20 anos?
Vinha Esaú com 400 homens para vingar-se de seu irmão?

7 Jacó teve muito medo e ficou aflito; dividiu em dois bandos o povo que estava com ele, bem como os rebanhos, os bois e os camelos;


"teve muito medo e ficou aflito"


As perguntas que fiz acima poderiam ter sido as de Jacó. O certo é que essa notícia da vinda de seu irmão, lhe trouxe muito medo e aflição.


Então aquele velho ditado que diz: "Com o tempo a pessoa vai esquecer"; parece não ser bem assim.

As vezes há situação que quanto mais tempo passa, pior fica.

"dividiu em dois bandos"


Como Jacó não tinha certeza do que estava no interior de seu irmão e vinha somente uma ação externa (vindo a seu encontro), ele decidi dividir tudo o que tinha em dois grupos.


As incertezas, medos e aflições, podem dividir não somente o que temos, mas a nós mesmos.


8 pois dizia: Se Esaú vier a um bando e o ferir, o outro bando escapará.


Em meio a todos esses temores, a certeza era que pelo menos uma parte do que tinha se salvaria.


9 Disse mais Jacó: o Deus de meu pai Abraão, Deus de meu pai Isaque, ó Senhor, que me disseste: Volta para a tua terra, e para a tua parentela, e eu te farei bem!

10 Não sou digno da menor de todas as tuas beneficências e de toda a fidelidade que tens usado para com teu servo; porque com o meu cajado passei este Jordão, e agora volto em dois bandos.
11 Livra-me, peço-te, da mão de meu irmão, da mão de Esaú, porque eu o temo; acaso não venha ele matar-me, e a mãe com os filhos.
12 Pois tu mesmo disseste: Certamente te farei bem, e farei a tua descendência como a areia do mar, que pela multidão não se pode contar.

Uma história de 20 anos.

Quando passou por alí estava sozinho e fugindo. Agora volta por alí com uma grande família e muitos bens, mas o motivo daquela fuga ainda o perseguia.

Em meio a esses conflitos, Jacó apela para as palavras de Deus.


SEGUNDO PEDIDO DE PERDÃO: PRESENTES


13 Passou ali aquela noite; e do que tinha tomou um presente para seu irmão Esaú:

14 duzentas cabras e vinte bodes, duzentas ovelhas e vinte carneiros,
15 trinta camelas de leite com suas crias, quarenta vacas e dez touros, vinte jumentas e dez jumentinhos.

16 Então os entregou nas mãos dos seus servos, cada manada em separado; e disse a seus servos: Passai adiante de mim e ponde espaço entre manada e manada.


"espaço entre manada e manada"


O pensamento de Jacó:

Cada presente recebido seria um impacto em Esaú.
Entre um e outro presente, o coração de Esaú estaria sendo quebrantado.

17 E ordenou ao primeiro, dizendo: Quando Esaú, meu irmão, te encontrar e te perguntar: De quem és, e para onde vais, e de quem são estes diante de ti?
18 Então responderás: São de teu servo Jacó, presente que envia a meu senhor, a Esaú, e eis que ele vem também atrás de nos.
19 Ordenou igualmente ao segundo, e ao terceiro, e a todos os que vinham atrás das manadas, dizendo: Desta maneira falareis a Esaú quando o achardes.
20 E direis também: Eis que o teu servo Jacó vem atrás de nós. Porque dizia: Aplacá-lo-ei com o presente, que vai adiante de mim, e depois verei a sua face; porventura ele me aceitará.

"aplacá-lo-ei" כפר kaphar = cobrir, purificar, fazer expiação, fazer reconciliação, pacificar, propiciar, expiar pelo pecado, ser coberto.


21 Foi, pois, o presente adiante dele; ele, porém, passou aquela noite no arraial.


Ele ainda tinha duas questões para resolver:


1a) Sua família

2a) A si mesmo (a questão principal de todas)

22 Naquela mesma noite levantou-se e, tomando suas duas mulheres, suas duas servas e seus onze filhos, passou o vau de Jaboque.


"Jaboque" יבק Yabboq = "desembocador". Um lugar para deságüe.


Nesse vale havia um ribeiro que cruzava a cadeia de montanhas de Gileade, e desaguava no lado leste do Jordão, aproximadamente a meio caminho entre o mar da Galiléia e o mar Morto.

A LUTA COM O ANJO




23 Tomou-os, e fê-los passar o ribeiro, e fez passar tudo o que tinha.
24 Jacó, porém, ficou só; e lutava com ele um homem até o romper do dia.

"ficou só"


Agora sim vem o trato.

Quando ficamos só, damos a Deus uma possibilidade de trabalhar em nós.

Muitas pessoas na verdade não tem medo da solidão, mas de ter que confrontar a si mesmas em suas decepções e fraquezas.

"lutava"

Precisamos de ficar só e lutar. Lutar conosco mesmo e com Deus para que nos ajude a mudar.

Sua luta externa com esse "homem" que era um anjo, era simplesmente uma conseqüência de sua luta interna.

"até o romper do dia"


O que é passar uma noite buscando solução para 20 anos de problemas?


Jacó entendeu que tinha um sério problema; ele mesmo, e tinha que resolver, mas ele mesmo não podia. Por isso lutava com Deus e batalhou até o amanhecer.


25 Quando este viu que não prevalecia contra ele, tocou-lhe a juntura da coxa, e se deslocou a juntura da coxa de Jacó, enquanto lutava com ele.


Jacó estava prevalecendo em uma luta com um anjo; como?
A força de Jacó vencer a si mesmo e seus conflitos tornou-se tão grande que prevalecia com o anjo.

Vendo essa realidade, o anjo toca em seu quadril e o desloca deixando-o manco.

26 Disse o homem: Deixa-me ir, porque já vem rompendo o dia. Jacó, porém, respondeu: Não te deixarei ir, se me não abençoares.

Que nível da luta. Assim devemos lutar com Deus.

27 Perguntou-lhe, pois: Qual é o teu nome? E ele respondeu: Jacó.

"nome" שׂמּ shem = reputação, fama, glória, memorial, monumento.

Jacó está lutando com todas suas forças para vencer a si mesmo e não solta o anjo enquanto não for abençoado.
Quer ser livre? Quer ser abençoado? Então você precisa reconhecer quem é.

Qual é o seu nome; a sua reputação, fama, identidade? Quem é você realmente?
Que pergunta! 

Esse momento era crucial para Jacó em fazer mais uma "divisão", mas não de bens, empregados ou família; mas de sua vida entre seu passado e futuro.
Se ele negasse quem era, sairia daquela luta derrotado; se confessasse, ali estava sua libertação e cura.  

"E ele respondeu: Jacó"

יעקב Ya`aqob, grego Ιακωβ; Jacó = "aquele que segura o calcanhar" ou "suplantador".

Sim, esse sou eu! Sempre fui assim, enganador, suplantador, querendo tirar proveito dos demais, enganando e sendo enganado.

A mudança vem através do reconhecimento real de quem sou e consequentemente um verdadeiro arrependimento.

28 Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; porque tens lutado com Deus e com os homens e tens prevalecido.

"Israel" ישׁראל Yisra'el, grego Ισραηλ; = "Deus prevalece".

A mudança de nome é a mudança de identidade.
De Jacó para Israel.
De mentiroso para verdadeiro.
De enganador para honesto.

A luta de Jacó com Deus, demonstrou seu desejo em mudar e o Senhor atendeu-o.

29 Perguntou-lhe Jacó: Dize-me, peço-te, o teu nome. Respondeu o homem: Por que perguntas pelo meu nome? E ali o abençoou.

Dizer: "Eu sou", é suficiente?

30 Pelo que Jacó chamou ao lugar Peniel, dizendo: Porque tenho visto Deus face a face, e a minha vida foi preservada.

"Peniel"
פנואל P@nuw'el, פניאל P@niy'el, grego φανουηλ; Penuel = "perante Deus".

31 E nascia o sol, quando ele passou de Peniel; e coxeava de uma perna.

Antes de um encontro como esse com Deus, Jacó não coxeava diante das pessoas, mas sim diante de Deus. Agora, após esse encontro, Israel está andando reto diante de Deus, ainda que fisicamente torto diante dos homens. Um encontro com Deus face a face, produz essa mudança.

32 Por isso os filhos de Israel não comem até o dia de hoje o nervo do quadril, que está sobre a juntura da coxa, porquanto o homem tocou a juntura da coxa de Jacó no nervo do quadril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estude conosco o Evangelho de Marcos

Começamos hoje (05/05/2019) Participe conosco desse maravilhoso estudo! Contato: jlseni@me.com Whats: +31 6 1665 8910 Jor...