sábado, 23 de julho de 2011

Gênesis 39



JOSÉ NA CASA DE POTIFAR

1 José foi levado ao Egito; e Potifar, oficial de Faraó, capitão da guarda, egípcio, comprou-o da mão dos ismaelitas que o haviam levado para lá.

2 Mas o Senhor era com José, e ele tornou-se próspero; e estava na casa do seu senhor, o egípcio.

"O Senhor era com José"

Como? Tudo o que tinha acontecido até agora, toda a viagem na mão dos ismaelitas, tudo o que passou com ele e seus irmãos e agora chega em um país estranho como escravo. Como Deus pode estar com uma pessoa que passa por essas coisas?

Normalmente associamos a presença de Deus na vida de uma pessoa pelos acontecimentos bons. O "Evangelho da Prosperidade" prega isso. Que mediocridade!

Mesmo passando por terríveis provas, o Senhor era com José.

Isaías 43:2
Quando passares pelas águas, estarei contigo, e, quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.

"e ele tornou-se próspero"

E se Deus não nos livra das provas; não somos prósperos?

Daniel 3:17, 18
17 Eis que o nosso Deus, a quem nós servimos, é que nos pode livrar; ele nos livrará do forno de fogo ardente e da tua mão, ó rei. 
18 E, se não, fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste.

Os três jovens hebreus provaram que eram prósperos em Deus, mesmo passando pelo fogo.

SENDO PROSPERO SEM TER NADA

A presença e a prosperidade de Deus na vida de uma pessoa, não depende das circunstâncias boas ou ruins que esteja vivendo, mas sim da vida e relacionamento que tem com Ele.

3 E viu o seu senhor que Deus era com ele, e que fazia prosperar em sua mão tudo quanto ele empreendia.

Potifar "tinha tudo" e José "não tinha nada". Potifar observou como o Deus de José o fazia prosperar em tudo o que ele empreendia fazer.

Devo pensar e orar a respeito disso.
Onde coloco a mão, a prosperidade de Deus acompanha?
Relacionamentos, negócios, ministérios, etc., depois que comecei, prosperou ou minguo?

Alguns exemplos práticos

Seu casamento:

Depois de alguns anos, seu cônjuge se encontra melhor de quando você o / a conheceu?

Um casal queria separar-se e foram ao pastor.
Ele disse: Certamente cada um de vocês estão muito mal. A resposta foi sim.
O pastor continuou: Bom, quando começaram vosso relacionamento, como estavam? A resposta: Bem melhor que agora.
Uhhh, então você marido, quer deixar sua esposa agora toda quebrada sendo que quando a conheceu ela estava bem? E você esposa quer fazer o mesmo?  Não, não é justo pegar algo bom e querer largar todo ruim. Isso não é a expressão da presença e prosperidade de Deus na vida de uma pessoa.

O caminho não é largar, mas concertar. Não é separar, mas reconciliar, não é afastar, mas aproximar.
E somente em Deus é possível!

Sua vida com Deus:

Cresce um dia um pouco e mingua dois dias? Vive de eventos, congressos, profecias? Frequenta a Casa de Deus somente aos domingos e durante toda a semana vive um vida superficial?
Percebe que sua relação com Deus é como uma gangorra, um sobe e desce?

Provérbios 4:18
Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.

Presença contínua e prosperidade de Deus, nos leva a um crescimento sadio e progressivo.

2 Pedro 3:18
antes, crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora como no dia da eternidade. Amém!

Seus negócios:

Começa bem e depois quebra? Nunca sai da situação financeira que se encontra?
As provas fazem parte, mas até nelas, Deus cuida de Seus filhos.

Salmos 37:25
Fui moço e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua descendência a mendigar o pão.

Deus não chamou a todos para serem ricos, mas todos em Deus são prósperos.

Todos os bens materiais, salário, tudo deve ser consagrado ao Senhor.
Precisamos de ser sócio com Deus.

Já vi milionário pobre e pobre rico.
Um dia minha esposa visitou uma senhora milionária querendo tirar sua vida. Sua mansão tomava todo um quarteirão. Havia total miséria no meio do luxo.
Outro dia minha esposa e eu fomos visitar uma família que tinha sido despejada e estavam em uma barraca no campo. Vimos a prosperidade sobre um chão batido.

Seu ministério:

Deus chama a todos para servir em Sua obra.
Ele nos confia tarefas e pessoas com o objetivo de chegarmos em Sua meta.

Quando algo é entregue e confiado a nós, como devolvemos para Deus?

Em uma época que cuidava de 5 pessoas, fui convidado para ser pastor de 200 e tendo todas minhas necessidades supridas. Não posso mover-me por necessidades, mas direção de Deus. Continuei cuidando de 5 e Deus cuidou de mim e minha família. Hoje esses 5 se multiplicaram e já não sei em quantos somos.

Se Deus me entregou 1 talento, devo ser-lhe fiel. Se me entregou 5 ou 10, devo ser-lhe fiel e quando for devolver a Ele, Sua presença e prosperidade juntamente com minha fidelidade, fará sempre uma multiplicação.

Parábola dos talentos
Mateus 25:14-30

Onde José colocava sua mão, a prosperidade de Deus chegava. E nós?

Salmos 90:17
E seja sobre nós a graça do Senhor, nosso Deus; e confirma sobre nós a obra das nossas mãos; sim, confirma a obra das nossas mãos. 

POTIFAR PERCEBEU O QUANTO JOSÉ LHE FAZIA BEM

4 Assim José achou graça aos olhos dele, e o servia; de modo que o fez mordomo da sua casa, e entregou na sua mão tudo o que tinha.

Potifar não abençoava a casa de Faraó como José abençoava a sua.
De escravo para o homem de confiança.

5 Desde que o pôs como mordomo sobre a sua casa e sobre todos os seus bens, o Senhor abençoou a casa do egípcio por amor de José; e a bênção do Senhor estava sobre tudo o que tinha, tanto na casa como no campo.
6 Potifar deixou tudo na mão de José, de maneira que nada sabia do que estava com ele, a não ser do pão que comia. Ora, José era formoso de porte e de semblante.

UM TERRÍVEL ATAQUE

7 E aconteceu depois destas coisas que a mulher do seu senhor pôs os olhos em José, e lhe disse: Deita-te comigo.

8 Mas ele recusou, e disse à mulher do seu senhor: Eis que o meu senhor não sabe o que está comigo na sua casa, e entregou em minha mão tudo o que tem;
9 ele não é maior do que eu nesta casa; e nenhuma coisa me vedou, senão a ti, porquanto és sua mulher. Como, pois, posso eu cometer este grande mal, e pecar contra Deus?

10 Entretanto, ela instava com José dia após dia; ele, porém, não lhe dava ouvidos, para se deitar com ela, ou estar com ela.

"instava" Pedir com insistência.

11 Mas sucedeu, certo dia, que entrou na casa para fazer o seu serviço; e nenhum dos homens da casa estava lá dentro.
12 Então ela, pegando-o pela capa, lhe disse: Deita-te comigo! Mas ele, deixando a capa na mão dela, fugiu, escapando para fora.
13 Quando ela viu que ele deixara a capa na mão dela e fugira para fora,

Que prova!
José fugiu do mal.

14 chamou pelos homens de sua casa, e disse-lhes: Vede! Meu marido trouxe-nos um hebreu para nos insultar; veio a mim para se deitar comigo, e eu gritei em alta voz;
15 e ouvindo ele que eu levantava a minha voz e gritava, deixou, aqui a sua capa e fugiu, escapando para fora.
16 Ela guardou a capa consigo, até que o senhor dele voltou a casa.
17 Então falou-lhe conforme as mesmas palavras, dizendo: O servo hebreu, que nos trouxeste, veio a mim para me insultar;
18 mas, levantando eu a voz e gritando, ele deixou comigo a capa e fugiu para fora.

Que calunia!

19 Tendo o seu senhor ouvido as palavras de sua mulher, que lhe falava, dizendo: Desta maneira me fez teu servo, a sua ira se acendeu.
20 Então o senhor de José o tomou, e o lançou no cárcere, no lugar em que os presos do rei estavam encarcerados; e ele ficou ali no cárcere.
21 O Senhor, porém, era com José, estendendo sobre ele a sua benignidade e dando-lhe graça aos olhos do carcereiro,
22 o qual entregou na mão de José todos os presos que estavam no cárcere; e era José quem ordenava tudo o que se fazia ali.
23 E o carcereiro não tinha cuidado de coisa alguma que estava na mão de José, porquanto o Senhor era com ele, fazendo prosperar tudo quanto ele empreendia.

José foi prospero na prisão. O Senhor era com ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lucas, um cristão comprometido