terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Quando a honra e a palavra de Deus depende de nós


Jó 1:9-12

9 Então, respondeu Satanás ao SENHOR e disse: Porventura, teme Jó a Deus debalde?

Satanás é o acusador e ele procurava tocar na integridade de Jó.
Ele estava tentando dizer para Deus que Jó era o que era por ter sido abençoado; “teme Jó a Deus debalde? “. Claro, com tantas bênçãos só pode mesmo servir a Deus; eram suas malignas palavras.

Tenho uma observação. A maioria dos crentes não conseguem servir a Deus quando estão prosperando e sim quando estão em crises, enfermidades, problemas ou escassez. 
Admiro um crente que na bênção e na prosperidade mantém sua integridade, temor, adoração e intercessão a Deus.
Isso mostra para mim que Jó sim era crente e essa verdade incomodava ainda mais a Satanás.

Jó não servia a Deus por causa de bênçãos ou recompensas. A prova disso é que ele podia deixar de buscar a Deus por ser um homem rico, mas não o fez; continuou na presença do Senhor.

Paulo aprendeu estar na abundância e na escassez (Filipenses 4:12). E eu e você; sabemos passar pelos montes dando glórias a Deus mas também pelos vales?

Você é mais crente quando esta em luta? Isso pode significar que você busca a Deus por causa de alívio e não por Ele mesmo.
Você é mais crente quando esta prosperando? Isso pode significar que tua relação com Deus não tem nada a ver com coisas materiais, mas sim com um coração voltado para Ele.
Seja como for, penso que temos que aprender a amar a Deus independente da situação que vivemos.

Em todas as tentativas de Satanás, ele não iria deixar de tentar colocar a Jó em problemas; disso vem a sua proposta para Deus nos próximos versículos.

10 Porventura, não o cercaste tu de bens a ele, e a sua casa, e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste, e o seu gado está aumentado na terra.
11 Mas estende a tua mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema de ti na tua face!

Que desafio!

Quantos que deixam a Deus porque Ele não respondeu uma oração ou se respondeu não foi do jeito que a pessoa queria? Quantos deixam a Deus por causa de ventos de lutas ou tempestades de provas? Paulo escreveu aos romanos dizendo que nada nem ninguém poderá nos separar de Deus (Romanos 8:35-39) e Isaías escreveu que se há algo que pode separar-nos de Deus, não são lutas, mas o pecado (Isaías 59:2).

Será que se Deus permitir uma prova em tua vida você vai blasfemar?
Será que se Ele permitir a morte de um familiar, a enfermidade, a escassez, você seguirá adorando-O? 
Essas perguntas eu faço para mim sempre.

12 E disse o SENHOR a Satanás: Eis que tudo quanto tem está na tua mão; somente contra ele não estendas a tua mão. E Satanás saiu da presença do SENHOR.

Satanás não é Onipotente, nem Onisciente nem Onipresente. É uma aberração quando vejo comparações entre Deus e Satanás. Só para lembrar; com a obra de Cristo na cruz e o túmulo vazio, Jesus pisou na cabeça da serpente.
Satanás não tem todo o poder e não pode atuar se Deus não permitir.

Deus permitiu então que Satanás tocasse em tudo o que Jó tinha. O que!?
Imagina se Deus permitir isso em relação à minha vida ou em relação à tua vida? Como vamos reagir?

Deus permitiu pois sabia que Jó não O servia por interesse. Com essa permissão, a honra de Deus e a palavra que Ele deu a Satanás, estava nas mãos de Jó mesmo sem ele saber.

Já chegou a pensar que a honra de Deus pode ficar condicionada às nossas decisões, principalmente nas provas? Já chegou a pensar que a palavra de Deus, pode ser burlada pelo que fazemos?
Assim estava Jó em relação à honra e a palavra de Deus diante de Satanás e detalhe; sem saber.

Que o Senhor nos ajude a servi-lo não pelo o que Ele pode nos dar, que o Senhor nos ajude a saber viver na abundância e na escassez, que o Senhor nos ajude se somos provados nunca blasfemar contra Ele, e que o Senhor nos ajude a honrar Seu nome e Sua palavra sempre.

Um comentário:

  1. Palavra tremenda Pr Jorge, que muito ministrou nessa manhā! Que o Eterno mos capacite a termos uma atitude digna de recebermos a "honra"! Beijo no coração, meu amigo!

    ResponderExcluir