quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Firmando nossa adoração a Deus



Esdras 3:1-3
1 Chegando, pois, o sétimo mês e estando os filhos de Israel já nas cidades, se ajuntou o povo, como um só homem, em Jerusalém.
2 E levantou- se Jesua, filho de Jozadaque, e seus irmãos, os sacerdotes, e Zorobabel, filho de Sealtiel, e seus irmãos e edificaram o altar do Deus de Israel, para oferecerem sobre ele holocaustos, como está escrito na Lei de Moisés, o homem de Deus.
3 E firmaram o altar sobre as suas bases, porque o terror estava sobre eles, por causa dos povos das terras; e ofereceram sobre ele holocaustos ao SENHOR, holocaustos de manhã e de tarde.

Sete meses tinham se passado desde a chegada de Zorobabel da Babilônia em Jerusalém com a primeira turma. Muitas coisas já tinham acontecido.

Agora o povo se junta novamente como “um só homem” com um propósito: edificar o altar para adorar.
Muitas coisas e boas coisas acontecem quando seguimos a Deus, mas precisamos juntar todas nossas forças para edificar nossa adoração, entrega e devoção ao Senhor.

O esforço da viagem, o empenho e propósito em reconstruir Jerusalém, não teria valor sem altar.
Podemos fazer coisas boas para Deus, ter bons planos, freqüentar cultos, ajudar aos pobres; mas sem altar não podemos “morrer” para que Jesus viva em nós.

A adoração a Deus começa com a morte de nosso “eu”, no altar.
É isso que entendo em Esdras 3:2 “...  e edificaram o altar do Deus de Israel, para oferecerem sobre ele holocaustos, ...”.
Holocausto era o sacrifício de um animal sobre o altar que se oferecia a Deus.
Paulo disse em Romanos 12:1 o seguinte: “Rogo- vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional”.

Nossa adoração não esta ligada às nossas emoções que podem mudar muito.
Nossa adoração esta firmada na obediência a Deus e na renuncia de nós mesmos.
Por isso em Esdras 3:3 encontramos esses homens “firmando o altar sobre as suas bases”.
Normalmente somos inconstantes em nossos caminhos, mas firmar nosso altar, quer dizer que precisamos de responsabilidade, disciplina, seriedade e de ajuda se for necessário para isso.

Eles firmaram o altar por causa do medo dos povos das terras.
Imagino que tinham medo de serem invadidos e destruídos novamente e firmar o altar era um sinal de que Deus estaria com eles.

Temos que ter medo sim de que o mundo roube nossa adoração.
Temos que ter medo sim de que músicas, lugares e pessoas venham a influenciar nossa relação com Deus.
Temos que ter medo sim de perder-nos nas trevas e perdermos a Deus.
Por isso precisamos de “firmar nossa relação com Deus” e oferecer a nós mesmos diariamente como um sacrifício vivo, santo e agradável a Ele.

JLS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Salmos 23 para os missionários

Clique aqui para assistir o vídeo