domingo, 1 de abril de 2012

Bode expiatório


“Bode expiatório” é uma expressão antiga que os judeus usavam quando sacrificavam um animal por causa do pecado do ser humano.
A culpa do homem era transferida para o animal e havia o sacrifício onde essa oferta era aceita diante de Deus e o pecado ficava coberto.

Essa expressão transcendeu o tempo e chegou até nós de forma muito conveniente.
Quando queremos isentar-nos de algum erro que cometemos ou de alguma situação que em conseqüências de nossas atitudes, estamos sofrendo; procuramos um “bode expiatório” para colocar a culpa e ficarmos como a visita. 

Deus chama a cada um à sua responsabilidade nas conseqüências de seus atos.
Seremos culpados se pecados e livres se não pecamos.

Nahum 1:3
O SENHOR é tardio em irar-se, mas grande em força e ao culpado não tem por inocente; ...

Por isso é melhor ir concertar o que está errado!

Mateus 5:23-25
23 Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, 
24 deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem, e apresenta a tua oferta. 
25 Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão.

Não é ir diante de Deus somente, mas primeiro à pessoa que pecamos. Temos que reconhecer isso se queremos sair do estado espiritual, emocional e até físico que podemos ter entrado.

Leve a sério esse assunto.

JLS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lucas, um cristão comprometido