domingo, 11 de agosto de 2013

Gálatas 4


1 Ora, digo que por todo o tempo em que o herdeiro é menino, em nada difere de um servo, ainda que seja senhor de tudo;
2 mas está debaixo de tutores e curadores até o tempo determinado pelo pai.
3 Assim também nós, quando éramos meninos, estávamos reduzidos à servidão debaixo dos rudimentos do mundo;
4 mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo de lei,
5 para resgatar os que estavam debaixo de lei, a fim de recebermos a adoção de filhos.
6 E, porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai.
7 Portanto já não és mais servo, mas filho; e se és filho, és também herdeiro por Deus.
8 Outrora, quando não conhecíeis a Deus, servíeis aos que por natureza não são deuses;
9 agora, porém, que já conheceis a Deus, ou, melhor, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir?
10 Guardais dias, e meses, e tempos, e anos.
11 Temo a vosso respeito não haja eu trabalhado em vão entre vós.
12 Irmãos, rogo-vos que vos torneis como eu, porque também eu me tornei como vós. Nenhum mal me fizestes;
13 e vós sabeis que por causa de uma enfermidade da carne vos anunciei o evangelho a primeira vez,
14 e aquilo que na minha carne era para vós uma tentação, não o desprezastes nem o repelistes, antes me recebestes como a um anjo de Deus, mesmo como a Cristo Jesus.
15 Onde está, pois, aquela vossa satisfação? Porque vos dou testemunho de que, se possível fora, teríeis arrancado os vossos olhos, e mos teríeis dado.
16 Tornei-me acaso vosso inimigo, porque vos disse a verdade?
17 Eles vos procuram zelosamente não com bons motivos, mas querem vos excluir, para que zelosamente os procureis a eles.
18 No que é bom, é bom serdes sempre procurados, e não só quando estou presente convosco.

19 Meus filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós;

Uma das maiores dores que uma mulher pode sentir, é a do parto.
Uma das maiores alegrias que uma mulher pode sentir, é logo após o parto; quando recebe em seus braços seu bebê.

Uma das maiores dores que um cristão pode sentir, é a de gerar um filho espiritual.
Uma das maiores alegrias que um cristão pode sentir, é de ver o novo nascimento (João 3) de uma pessoa que ele ajudou a conhecer Deus.

Percebo milhares de cristãos que não estão satisfeitos em sua caminhada de fé. O problema não está em Cristo, mas em como vivemos o cristianismo.

Procure gerar filhos espirituais, procure levar pessoas ao conhecimento da Palavra e terá com certezas muitas dores, mas as alegrias serão bem maiores.
Chore por outros, sinta a dor de outros, gere filhos e filhas espirituais para Deus e com certeza entenderá a razão de você ainda estar nessa terra e terá plena satisfação.

Tome a dor de outros, pois Cristo já tomou as suas.
Gere outros cristãos, pois você já foi gerado em Cristo.
Chore por outros, pois Jesus já tomou suas lágrimas.

20 eu bem quisera estar presente convosco agora, e mudar o tom da minha voz; porque estou perplexo a vosso respeito.
21 Dizei-me, os que quereis estar debaixo da lei, não ouvis vós a lei?
22 Porque está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava, e outro da livre.
23 Todavia o que era da escrava nasceu segundo a carne, mas, o que era da livre, por promessa.
24 O que se entende por alegoria: pois essas mulheres são dois pactos; um do monte Sinai, que dá à luz filhos para a servidão, e que é Agar.
25 Ora, esta Agar é o monte Sinai na Arábia e corresponde à Jerusalém atual, pois é escrava com seus filhos.
26 Mas a Jerusalém que é de cima é livre; a qual é nossa mãe.
27 Pois está escrito: Alegra-te, estéril, que não dás à luz; esforça-te e clama, tu que não estás de parto; porque mais são os filhos da desolada do que os da que tem marido.
28 Ora vós, irmãos, sois filhos da promessa, como Isaque.
29 Mas, como naquele tempo o que nasceu segundo a carne perseguia ao que nasceu segundo o Espírito, assim é também agora.
30 Que diz, porém, a Escritura? Lança fora a escrava e seu filho, porque de modo algum o filho da escrava herdará com o filho da livre.
31 Pelo que, irmãos, não somos filhos da escrava, mas da livre.



Comentários e notas: JLS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua postura diante da adversidade

Escute essa mensagem em áudio clicando aqui ou na imagem abaixo Deus abençoe sua vida Jorge Seni