quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Gênesis 8.1-22


DIMINUEM AS ÁGUAS DO DILÚVIO (Gn 8.1-5) 

1 Lembrou-se Deus de Noé e de todos os animais selváticos e de todos os animais domésticos que com ele estavam na arca; Deus fez soprar um vento sobre a terra, e baixaram as águas.

“lembrou-se” Deus de Noé
זכר zakar
trazer à mente
ser trazido à lembrança, ser lembrado, estar no pensamento
fazer lembrar
manter na lembrança
mencionar

"Deus fez soprar"

O sopro (vida) de Deus faz baixar as águas de nossos “dilúvios".

2 Fecharam-se as fontes do abismo e também as comportas dos céus, e a copiosa chuva dos céus se deteve.

3 As águas iam-se escoando continuamente de sobre a terra e minguaram ao cabo de cento e cinqüenta dias.

Depois que a chuva parou (v.2), levou 150 dias (v.3) para escoar toda a água do dilúvio da terra.

4 No dia dezessete do sétimo mês, a arca repousou sobre as montanhas de Ararate.

“sétimo mês”
O mês de etanim (1Rs 8.2), que ia de meados de setembro até meados de outubro.

“Ararate”
Na região da Armênia, que hoje faz parte da Turquia.

5 E as águas foram minguando até ao décimo mês, em cujo primeiro dia apareceram os cimos (topos) dos montes.

“décimo mês”
O mês de tebete (Et 2.16), que ia de meados de dezembro até meados de janeiro.

Noé solta um corvo e depois uma pomba (Gn 8.6-12)

6 Ao cabo de quarenta dias, abriu Noé a janela que fizera na arca

Depois que baixaram as águas pelo sopro de Deus (v.1).
Depois que fecharam-se as fontes do abismo e também as comportas dos céus (v.2).
Depois que parou a chuva (v.2).
Depois que as águas iam-se escoando continuamente de sobre a terra e minguaram ao cabo de cento e cinqüenta dias (v.3).
Depois que a arca repousou sobre as montanhas de Ararate (v.4).
Depois que que as águas foram minguando até meados de dezembro e meados de janeiro (v.5).
Depois que apareceu os topos das montanhas (v.5).

Depois de 7 etapas …

Então …

“Ao cabo de 40 dias”

Depois que as águas minguaram, Noé ainda ficou 40 dias com a arca fechada.

Chama-me a atenção o numero 40 na Bíblia. Posso entender algumas coisas relacionadas a esse número:

Dependência de Deus
Noé ficou ainda 40 dias com a arca fechada depois que as águas desceram
Gênesis 8.6

Presença de Deus
Moisés entrou no meio da nuvem e permaneceu lá quarenta dias
Êxodo 24:18

Provação e reprovação
Os doze espias passaram quarenta dias de provação no deserto (apenas dois foram aprovados)
Números 13.25-33

Provação e aprovação
Jesus passou quarenta dias no deserto
Lucas 4.2

Afronta do inimigo
Golias se apresentou pela manhã e tarde, por 40 dias, afrontando a Israel
1 Samuel 17:16

Humilhação e compromisso com a Palavra
Ezequiel deitou-se no chão e profetizou contra Jerusalém por quarenta dias
Ezequiel 4.6

Castigo
Um homem mal seria julgado merecendo 40 * açoites
Deuteronômio 25.3
Jesus foi açoitado 40 vezes por causa de nossos pecados
Mateus 27.26; Isaías 53.5

* O açoite era feito de uma forte tira de couro, na ponta da qual havia um pedacinho de chumbo ou de outro metal, ou de osso. As leis judaicas limitavam o número de açoites a quarenta, que na prática eram reduzidos a «quarenta açoites menos um»; mas as leis romanas não estabeleciam limite algum. O número de açoites dependia do capricho do cruel executor.

Prova real da vitória
Depois da ressurreição do Senhor, Ele se apresentou vivo, aparecendo durante 40 dias.
Atos 1:3

“abriu Noé a janela que fizera na arca”

Depois de toda a provação, uma janela para uma nova etapa na vida, se abre.

Essa janela seria a primeira conexão entre o interno (pode representar o céu) e o externo (pode representar a terra).
Por ela saiu um corvo (que pode representar Jesus) e uma pomba (que pode representar o Espírito Santo).

UM CORVO

7 e soltou um corvo, o qual, tendo saído, ia e voltava, até que se secaram as águas de sobre a terra.

Por que um corvo? Um corpo tem …

* Recursos para se manter: Com a descida das águas, cadáveres flutuantes ou carcaças de animais estariam por todas partes.
* Resistência para aguentar o tempo necessário: O corvo é uma ave forte que pode voar por muito tempo.
* Facilidade: O corvo pode ser amansado com facilidade. Com isso cumpriria sua missão.
* Propósito: Ao enviar o corvo, em sua ida e vinda, procurando lugar fora da arca.

Jesus tinha:
* Recursos para se manter: Vida de oração e comunhão com o Pai (Marcos 1.35)
Resistência para aguentar o tempo e provações necessárias: Em tudo foi tentado, mas não pecou (Hebreus 4.15)
Facilidade para aprender (Hebreus 5.8) e ensinar (Mateus 7.29)
Propósito: Salvar os que estavam fora da “arca" (Lucas 19.10)

“ia e voltava”

Se voltava, era porque a terra não estava ainda pronta para que a porta da arca se abrisse.

“até que”

Da a entender que o corvo foi um dia e não voltou mais. O que se entende que encontrou lugar na terra.

UMA POMBA

8 Depois, soltou uma pomba para ver se as águas teriam já minguado da superfície da terra;

Um pomba sozinha não voa longe, somente se estiver acompanhada. Então Noé já esperava que ela não iria longe e que possivelmente retornaria.

9 mas a pomba, não achando onde pousar o pé, tornou a ele para a arca; porque as águas cobriam ainda a terra. Noé, estendendo a mão, tomou-a e a recolheu consigo na arca. 
10 Esperou ainda outros sete dias e de novo soltou a pomba fora da arca. 
11 À tarde, ela voltou a ele; trazia no bico uma folha nova de oliveira; assim entendeu Noé que as águas tinham minguado de sobre a terra. 
12 Então, esperou ainda mais sete dias e soltou a pomba; ela, porém, já não tornou a ele.

Primeira viagem:
“não achando onde pousar o pé” (v.9)

Segunda viagem:
“À tarde, ela voltou a ele; trazia no bico uma folha nova de oliveira” (v.11)

Terceira viagem:
“soltou a pomba; ela, por, já não tornou a ele”. (v.12)

Podemos pensar em etapas de nossas vidas, quando estamos esperando algo muito importante.

NOÉ E SUA FAMÍLIA SAEM DA ARCA (Gn 8.13-19)

13 Sucedeu que, no primeiro dia do primeiro mês, do ano seiscentos e um, as águas se secaram de sobre a terra. Então, Noé removeu a cobertura da arca e olhou, e eis que o solo estava enxuto.
14 E, aos vinte e sete dias do segundo mês, a terra estava seca.
15 Então, disse Deus a Noé:
16 Sai da arca, e, contigo, tua mulher, e teus filhos, e as mulheres de teus filhos.
17 Os animais que estão contigo, de toda carne, tanto aves como gado, e todo réptil que rasteja sobre a terra, faze sair a todos, para que povoem a terra, sejam fecundos e nela se multipliquem. 18 Saiu, pois, Noé, com seus filhos, sua mulher e as mulheres de seus filhos.
19 E também saíram da arca todos os animais, todos os répteis, todas as aves e tudo o que se move sobre a terra, segundo as suas famílias.

NOÉ LEVANTA UM ALTAR (Gn 8.20-22)

20 Levantou Noé um altar ao SENHOR e, tomando de animais limpos e de aves limpas, ofereceu holocaustos sobre o altar.
21 E o SENHOR aspirou o suave cheiro e disse consigo mesmo: Não tornarei a amaldiçoar a terra por causa do homem, porque é mau o desígnio íntimo do homem desde a sua mocidade; nem tornarei a ferir todo vivente, como fiz.
22 Enquanto durar a terra, não deixará de haver sementeira e ceifa, frio e calor, verão e inverno, dia e noite.



BIBLIOGRAFIA

Notas JLS
Biblia Estudio NTLH - Notas
O Novo Testamento Interpretado Versículo por Versículo - Champlin- Editora Candeia
Nomes e Números Bíblicos - Dan Duke - Editora Dynamus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estude conosco o Evangelho de Marcos

Começamos hoje (05/05/2019) Participe conosco desse maravilhoso estudo! Contato: jlseni@me.com Whats: +31 6 1665 8910 Jor...