sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Atos 14


OS QUE CRERAM E OS QUE NÃO CRERAM (v. 1, 2)

1 Em Icônio entraram juntos na sinagoga dos judeus e falaram de tal modo que creu uma grande multidão tanto de judeus como de gregos.

"Icônio" Ικονιον Ikonion (grego) = "pequena imagem".

Famosa cidade da Ásia Menor, capital da Licaônia.



"entraram juntos na sinagoga dos judeus"
Estratégia usada por onde passavam. Tentavam sempre começar desse maneira.

"falaram de tal modo que creu uma grande multidão"

Esse tal modo de falar é o que precisamos ter sempre.

2 Mas os judeus incrédulos excitaram e irritaram os ânimos dos gentios contra os irmãos.


A incredulidade sempre vai se opor à fé.


FAZENDO A OBRA DE DEUS (v. 3)

3 Eles, entretanto, se demoraram ali por muito tempo, falando ousadamente acerca do Senhor, o qual dava testemunho à palavra da sua graça, concedendo que por suas mãos se fizessem sinais e prodígios.


Mesmo com a oposição (v.2), Paulo e Barnabé permaneceram em Icônio fazendo a obra do Senhor.

Não podemos deixar um lugar quando há oposição; somente quando o Senhor der ordem.
A oposição faz parte; mas devemos seguir proclamando o Evangelho de Cristo.

Demoraram ali por muito tempo.

Falaram ousadamente.
Deram testemunho à palavra da graça de Deus
Em Deus, fizeram sinais e prodígios.

Mas em tudo isso havia oposição e incredulidade.


DIVISÃO, MOTIM E FUGA (v. 4-6)

4 E se dividiu o povo da cidade; uns eram pelos judeus, e outros pelos apóstolos.


"se dividiu" σχιζω schizo = Partir, rachar em partes, rasgar, dividir em pedaços.

Esse é o prazer do diabo; dividir!

5 E, havendo um motim tanto dos gentios como dos judeus, juntamente com as suas autoridades, para os ultrajarem e apedrejarem,


"motim" ορμη horme = movimento violento e ou hostil, impulso, ataque, assalto.

Gentios + Judeus = ? Como podem unir-se esses dois grupos? Se uniram contra o Evangelho.
Gentios + Judeus + Autoridades locais.

"ultrajarem" υβριζω hubrizo = agir insolente e vergonhosamente, tratar vergonhosamente, de alguém que prejudica outro ao falar mal dele.


Nesse momento, termina o tempo em Icônio, mas a semente ficou plantada e já havia discípulos. Ninguém pode parar a Igreja de Cristo!


6 eles, sabendo-o, fugiram para Listra e Derbe, cidades da Licaônia, e a região circunvizinha;

Viagem de Icônio para Listra e Derbe (na região da Licaônia; mesma região).



“Listra” λυστρα Lustra = "resgate".
Cidade localizada na parte oriental da grande planície Licencia.

“Derbe” δερβη Derbe de origem estrangeira = "curtidor, curtidor de couro, o que faz cobertura com couro".
Cidade da Licaônia, nos confins de Isaura.

UM MILAGRE (v. 7-10)

7 e ali pregavam o evangelho.
8 Em Listra estava sentado um homem aleijado dos pés, coxo de nascença e que nunca tinha andado.
9 Este ouvia falar Paulo, que, fitando nele os olhos e vendo que tinha fé para ser curado,
10 disse em alta voz: Levanta-te direito sobre os teus pés. E ele saltou, e andava.

Um milagre que trouxe problemas.
A questão não é só orar pelo milagre, mas ensinar quem faz o milagre para que a glória possa ser dada à pessoa certa.

Paulo falou com o homem aleijado (v.9) e se entende que apresentou Jesus primeiro. Falando já ouve problemas, imagine se não apresentar Jesus e acontecer algum milagre.

O MILAGRE QUE GEROU PROBLEMAS (v. 11-13)

11 As multidões, vendo o que Paulo fizera, levantaram a voz, dizendo em língua licaônica: Fizeram-se os deuses semelhantes aos homens e desceram até nós.
12 A Barnabé chamavam Júpiter e a Paulo, Mercúrio, porque era ele o que dirigia a palavra.
13 O sacerdote de Júpiter, cujo templo estava em frente da cidade, trouxe para as portas touros e grinaldas e, juntamente com as multidões, queria oferecer-lhes sacrifícios.

A voz do povo.
Há um ditado popular que diz: "A voz do povo é a voz de Deus". A questão é que essa voz pode mudar rapidamente. Estavam chamando-os de "deuses" e no v. 19, persuadidos pelos judeus que vieram de Antioquia e Icônio, usaram suas mãos para apedrejar o "deus" que desceu rapidamente do pedestal da adoração, tornando-se "homem" tão miserável e desprezível a ponto de merecer unicamente pedras até morrer. Uh, que mudança!

Para os gregos e romanos, os deuses eram semelhantes aos humanos, embora mais poderosos. Quando Paulo curou o paralítico e as pessoas atribuíram o milagre a ele. Um sério problema!   

ATRIBUINDO A GLÓRIA A DEUS (v. 14-18)

14 Quando, porém, os apóstolos Barnabé e Paulo ouviram isto, rasgaram as suas vestes e saltaram para o meio da multidão, clamando
15 e dizendo: Senhores, por que fazeis estas coisas? Nós também somos homens, de natureza semelhante à vossa, e vos anunciamos o evangelho para que destas práticas vãs vos convertais ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar, e tudo quanto há neles;
16 o qual nos tempos passados permitiu que todas as nações andassem nos seus próprios caminhos.
17 Contudo não deixou de dar testemunho de si mesmo, fazendo o bem, dando-vos chuvas do céu e estações frutíferas, enchendo-vos de mantimento, e de alegria os vossos corações.
18 E dizendo isto, com dificuldade impediram as multidões de lhes oferecerem sacrifícios.

Penso que Paulo e Barnabé falharam ao orar pelo milagre sem antes explicar quem faria o mesmo - considero pureza nessa falha. Mas nos v. 14-18, eles corrigem rapidamente o que seria um problema mais sério - receber a glória de algo que eles não fizeram e sim Deus.   

Infelizmente, há muitos homens amantes de si mesmo que não se importam em usar os dons e o nome de Jesus para promover-se e quando chegam os resultados (milagres, curas, etc.), deixam a glória em seus pés ao invés de levar aos pés de Cristo.

DA "ADORAÇÃO" PARA O APEDREJAMENTO (v. 19)

19 Sobrevieram, porém, judeus de Antioquia e de Icônio e, havendo persuadido as multidões, apedrejaram a Paulo, e arrastaram-no para fora da cidade, cuidando que estava morto.

Que mudança! Nos v. 11-13, adoraram e aqui apedrejaram. Essa é a voz do povo e a força do povo.
Primeiro foram movidos a adorar segundo seus conceitos religiosos e agora a apedrejar segundo a influência de outros.

Com Jesus passou algo semelhante.
A multidão disse algo em uma ocasião e pouco tempo depois mudou o discurso:
"Hosana" - Mateus 21:9
"Crucifica-o" - Mateus 27:22, 23

FORTALECIMENTO DAS IGREJAS (v. 20-23)

20 Mas quando os discípulos o rodearam, ele se levantou e entrou na cidade. No dia seguinte partiu com Barnabé para Derbe.

“Derbe” δερβη Derbe de origem estrangeira = "curtidor, curtidor de couro, o que faz cobertura com couro".
Cidade da Licaônia, nos confins de Isaura.

21 E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, Icônio e Antioquia,

"feito muitos discípulos"
Essa é a missão! Mateus 28:18-20.

De Derbe foram voltando e passaram em Listra. Também Icônio e Antioquia; que coragem!

22 confirmando as almas dos discípulos, exortando-os a perseverarem na fé, dizendo que por muitas tribulações nos é necessário entrar no reino de Deus.

"confirmando" 
επιστηριζω episterizo =  fortalecendo, tornar mais forte e mais firme, confirmar.

23 E, havendo-lhes feito eleger anciãos em cada igreja e orado com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido.

Foram estabelecendo a liderança nas igrejas.

RETORNO À CASA (v. 24-28)

24 Atravessando então a Pisídia, chegaram à Panfília.
25 E, tendo anunciado a palavra em Perge, desceram a Atália.



26 E dali navegaram para Antioquia, donde tinham sido encomendados à graça de Deus para a obra que acabavam de cumprir.

Atos 13:1-3 - O envio.
Atos 14:26 - O retorno.

27 Quando chegaram e reuniram a igreja, relataram tudo quanto Deus fizera por meio deles, e como abrira aos gentios a porta da fé.
28 E ficaram ali não pouco tempo, com os discípulos.



Comentários e notas: JLS


Bibliografia:

Bíblia Sagrada RC, RA
Tempo com a Palavra - JLS
Presente Diário Momentos Devocionais 2014 - Rádio Trans Mundial
Strong's Numbers Bible

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lucas, um cristão comprometido