segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Gênesis 16.1-16


AGAR É DADA POR MULHER A ABRAÃO


Você não precisa tentar "ajudar" a Deus para que Ele cumpra Suas promessas em sua vida. 
Ele usa o "tempo" para prepara-lo (a) para receber. JLS

Gênesis 16 não enfoca o patrão, nem a patroa, mas simplesmente a empregada de um casal muito rico e que serviam a Deus.


Esse casal cometem o erro de tentar dar uma “mãozinha” para Deus cumprir Sua promessa para com eles.

A empregada era egípcia e provavelmente não tinha a revelação de quem era o Deus de Israel.

Quantas vezes os que se dizem seguidores de Deus, dão um mal testemunho ao que ainda não O conhecem?

Sarai e Agar (Gn 16.1-14)

1 Ora, Sarai, mulher de Abrão, não lhe dava filhos; tendo, porém, uma serva egípcia, por nome Agar,

"não lhe dava filhos"
O problema, mas já tinham a promessa, uma palavra que teriam um filho.
A questão aqui é acreditar na Palavra ou olhar para a circunstância. Quantas vezes você fica diante de uma situação assim: A promessa de Deus e a circunstância que está vivendo.

2 disse Sarai a Abrão: Eis que o SENHOR me tem impedido de dar à luz filhos; toma, pois, a minha serva, e assim me edificarei com filhos por meio dela. E Abrão anuiu ao conselho de Sarai.

"o Senhor me tem impedido de gerar"

Em outras palavras: "Bom, Deus prometeu mas não cumpre. Ele se esqueceu de mim".

Sarai era estéril.

"entra, pois, à minha serva"


Sarai pensa em dar um jeito ao problema à sua maneira.


Sarai não podia gerar filhos e tenta então usar sua empregada para a realização da promessa de Deus.

Se Deus prometeu para Abrão que lhe daria um filho, seria com sua esposa e não com a empregada.
O mais difícil para nós em uma promessa divina, é saber esperar que se cumpra. Esse casal não souberam esperar e complicaram as coisas.

A expressão “barriga de aluguel” que chegamos a conhecer, já aconteceu naquele tempo.
Sarai pede ao marido para ficar com a empregada e assim gerar um filho.
Deus não usa meios assim para cumprir Suas promessas.

A Bíblia diz que a mulher é a ajuda idônea do marido e o marido deve ouvi-la. Nesse caso, Abrão tinha que fazer como Jó que não fez caso à sua mulher quando disse para amaldiçoar seu Deus e morrer.

Como uma palavra da esposa pode mudar a história.
Se você é uma esposa, lembre-se que sua palavra tem muita influência sobre seu marido. Peça para Deus que seja uma esposa sábia onde seu lar será edificado.

Se você é o marido, procure discernir se o conselho de sua esposa é de Deus ou não.

3 Então, Sarai, mulher de Abrão, tomou a Agar, egípcia, sua serva, e deu-a por mulher a Abrão, seu marido, depois de ter ele habitado por dez anos na terra de Canaã.

"tomou Sarai, …, a Agar, …, e deu-a por mulher a Abrão"

Sarai saiu do campo do planejamento para a execução.

Algo inconcebível em nossa cabeça.

"Canaã"


Região que mais tarde foi conquistada por Josué e os israelitas e tornou-se a terra dos descendentes de Abrão.


Ele estava vivendo na terra que seria de sua descendência, mas não tinha ao menos um filho. Que incrível certas coisas na vida.


"Tenho a Palavra para fazer o que estou fazendo, estou no lugar certo para fazer o que é certo, mas não tenho o mais importante".


Será que pensamentos assim passavam pela mente de Abrão?

Confesso que muitas vezes passam pela minha e possivelmente pela sua mente.

Um exemplo: Tenho certeza que devo estar aqui; recebi uma palavra de Deus para isso. Tenho certeza que essa é a terra, o lugar, as pessoas; mas estou escasso de recursos. O que fazer? Devo fazer algo como fez Sarai ou continuar esperando em Deus? E você?


4 Ele a possuiu, e ela concebeu. Vendo ela que havia concebido, foi sua senhora por ela desprezada.

"concebeu"

Agar (empregada) ficou grávida de Abrão (patrão). Que situação.


Abrão escuta o mal conselho de sua esposa e fica com a empregada, deixando-a grávida.

Aqui começou a “dor de cabeça”. Agora a empregada despreza a patroa.

"vendo ele que concebera, foi sua senhora desprezada aos seus olhos"


De empregada, passou a ser a mãe do filho de seu patrão.

A semente era de Abrão, mas o acordo era que Agar iria gerar o filho para Sarai sua patroa.

Quando recebemos algo, é bem fácil esquecermos de onde viemos e quem somos. JLS


Agar continuava sendo a escrava.


As coisas já começam a dar errado aqui. Nem tinha nascido a criança e já havia um serio problema; o desprezo.


Esse desprezo perdura até hoje entre o filho de Agar (Ismael) e o filho de Sarai (Isaque - que Deus cumpriu Sua promessa depois). Paslestinos, árabes e judeus.


5 Disse Sarai a Abrão: Seja sobre ti a afronta que se me faz a mim. Eu te dei a minha serva para a possuíres; ela, porém, vendo que concebeu, desprezou-me. Julgue o SENHOR entre mim e ti.

"Meu agravo seja sobre ti"

Aqui é a segunda vez no texto em que Sarai se dirigi a Abrão.

A primeira vez foi para dar a idéia e agora para resolver o problema de sua própria idéia.

Em outras palavras: "Estou passando um vexame e a culpa é tua; você tem que resolver isso".


"O Senhor julgue entre mim e ti".


Além de jogar a "batata quente" na mão de Abrão, agora joga também nas mãos de Deus.

Que deficiência no caráter de Sarai!
Fazemos assim muitas vezes? "Pisamos na bola" e queremos tirar toda responsabilidade não sendo consequentes com nossas decisões e erros?

Ela fez algo parecido a Adão. Adão viu que "a coisa ficou feia" para seu lado e culpou a Eva e a Deus pelo o que tinha acontecido.


Gênesis 3:12

Então, disse Adão:A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi.

Bodes expiatórios de Adão: Deus e sua mulher.

Bodes expiatórios de Sarai: Deus e seu marido.

Que fácil! É o gato que arranha e agora quer esconder a unha.


Sarai estava dizendo: "Jogo nas mãos de Deus meu erro; sou inocente, sou vítima". Que feio!





Não coloque sua responsabilidade sobre os ombros da soberania de Deus. Seja consequente e assuma seus erros. JLS

6 Respondeu Abrão a Sarai: A tua serva está nas tuas mãos, procede segundo melhor te parecer. Sarai humilhou-a, e ela fugiu de sua presença.

"tua serva está na tua mão"


Sarai joga a culpa para Abrão e ele devolve a “batata quente” para Sarai, a qual começa a humilhar sua empregada e a mesma foge. 
Que situação!

Vejo o segundo erro de Abrão.

Primeiro erro: Escutou o conselho que não deveria ter escutado (v. 1-4).
Segundo erro: Não assume seu papel e responsabilidade e deixa a decisão para uma pessoa completamente alterada em suas emoções naquele momento - o resultado não seria bom. 

"fugiu de sua face"


Era o mais lógico a fuga no meio de tantos erros.
Diante das pressões, a fuga é a "válvula de escape"; mas normalmente não é a melhor decisão.
Quantas pessoas estão fugindo?

Agar fugiu de Sarai por causa da pressão e humilhação que estava passando.
Jacó fugiu de casa para não ser morto por seu irmão.
Jonas fugiu de sua missão indo para outra cidade.
E você?

O problema é que Agar fugiu com o menino na barriga.
Em nossas fugas de pessoas, levaremos dentro de nós a semente, as consequências de nosso relacionamento com ela.
Podemos nos distanciar em quilômetros, mas não nos distanciaremos do problema que levamos dentro de nós.

7 Tendo-a achado o Anjo do SENHOR junto a uma fonte de água no deserto, junto à fonte no caminho de Sur,

"o Anjo do Senhor a achou"

Agar foge e para em uma fonte de água no deserto.

No meio da dor, do conflito e dos erros, o ser humano procura um pouco de “água no deserto”.
Deus viu onde ela estava e o Anjo do Senhor vai a seu encontro nesse lugar do deserto.

A situação que essa mulher estava passando, se vamos julgar com os olhos da “fria religião”, diríamos que ela também tem “culpa no cartório” e deve ser condenada, mas Deus a procura não para condenar, mas para salvar.

"no caminho de Sur"

Sur era caminho para o Egito, próximo à fronteira. Como egípcia, Agar queria ir para casa.
Quando temos problemas também queremos ir para casa.

8 disse-lhe: Agar, serva de Sarai, donde vens e para onde vais? Ela respondeu: Fujo da presença de Sarai, minha senhora.

"Agar, serva de Sarai"

Para que lembrar disso? Deus faz assim exatamente para lembrar a Agar que ela ainda era serva de Sarai e que não adiante fugir. Seu trabalho não estava terminado com sua patroa.

"de onde vens e para onde vais?" 

O Anjo do Senhor sabia de onde Agar vinha e para onde queria ir, mas pergunta para despertar nela mesma seus pensamentos do que estava fazendo, e ela responde que era uma fugitiva.

Deus não nos chamou para ficar fugindo de pessoas ou lugares. Por isso que no próximo verso, o Anjo do Senhor diz o que ela tinha que fazer.

9 Então, lhe disse o Anjo do SENHOR: Volta para a tua senhora e humilha-te sob suas mãos.

Não encontrei palavras no texto sagrado do Anjo do Senhor acusando-a. Ela mesma já estava consciente de seus erros. 
O conselho do Anjo do Senhor, foi que ela deveria voltar para sua patroa e humilhar-se.
Deus não ignorou o erro, mas não queria que houvesse outros erros sobre o primeiro erro.

"Torna-te para tua senhora"

Foi dado um conselho divino para amenizar a dor e solucionar o que já era um grande problema.
Não siga; mas volte onde você deixou um problema.

"e humilha-te"

Que pedido!

ISMAEL, O FILHO DE AGAR (Gn 16.10-12)

10 Disse-lhe mais o Anjo do SENHOR: Multiplicarei sobremodo a tua descendência, de maneira que, por numerosa, não será contada.

11 Disse-lhe ainda o Anjo do SENHOR: Concebeste e darás à luz um filho, a quem chamarás Ismael, porque o SENHOR te acudiu na tua aflição.

"Ismael" significa "Deus está ouvindo".

E o erro, o pecado cometido, o juízo? Houve sim, conseqüências desse erro, mas Deus ouviu a aflição.

Foi dado o nome daquele lugar com água no deserto de Laia-Roi que quer dizer "poço dAquele que Vive e me vê".

Deus ouviu e viu a dor de Agar e respondeu.

12 Ele será, entre os homens, como um jumento selvagem; a sua mão será contra todos, e a mão de todos, contra ele; e habitará fronteiro a todos os seus irmãos.

"homem bravo" RA, hebraico "como um jumento bravo"

E a criança no ventre? Que culpa tinha ela de toda a situação formada? Nenhuma.

Independente dos pais e da situação que rodeava o momento de seu nascimento; Deus já tinha um plano para sua vida.

O Anjo do Senhor diz que seria um menino e que seu nome seria ישׂמעאל Yishma`, Ismael que quer dizer “Deus ouvirá”.

Deus ouviu a aflição do coração de Agar e respondeu.

13 Então, ela invocou o nome do SENHOR, que lhe falava: Tu és Deus que vê; pois disse ela: Não olhei eu neste lugar para aquele que me vê?

Agar significa “vôo”. Ela não podia “voar” por causa dos problemas que estava passando.
Deus não a queria aterrizada ou parada sem viver Seus propósitos e Ele não quer que você esteja assim também.
Ele projetou altos vôos para todos nós.
Se essa situação foi complicada, mas a graça de Deus se manifestou em Agar; o mesmo Deus está hoje ouvindo e vendo sua dor e situação independente se o erro foi seu ou de outra pessoa.

Clame a Ele, acredite que Ele está ouvindo você. Creia que Ele tem visto tudo.

Não cometa outros erros sobre os erros já cometidos. É hora de concertar as coisas, de humilhar-se, de voltar, de voar em direção ao propósito daquele que ouve e vê.

14 Por isso, aquele poço se chama Beer-Laai-Roi; está entre Cades e Berede.

ראי
Beer-Laai-Roi = "poço dAquele que Vive e me vê"
Um poço a oeste de Cades, sul de Israel.

Nascimento de Ismael (Gn 16.15, 16)

15 Agar deu à luz um filho a Abrão; e Abrão, a seu filho que lhe dera Agar, chamou-lhe Ismael.
16 Era Abrão de oitenta e seis anos, quando Agar lhe deu à luz Ismael.




Bibliografia

Notas JLS
Bíblia Sagrada RC, RA
Strong's Numbers Bible

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estude conosco o Evangelho de Marcos

Começamos hoje (05/05/2019) Participe conosco desse maravilhoso estudo! Contato: jlseni@me.com Whats: +31 6 1665 8910 Jor...